Blog Multiplay
Sem categoria

Real x Cinema no filme Bohemian Rhapsody

Estrelado por Rami Malek e vencedor em quatro categorias no Oscar 2019, Bohemian Rhapsody acompanha o cantor Freddie Mercury e seus companheiros, Brian May (Gwilym Lee), Roger Taylor (Ben Hardy) e John Deacon (Joseph Mazzello), enquanto tentam mudar o mundo da música para sempre ao formar a banda Queen, durante a década de 1970. Como o filme se baseia na história real do grupo, muitas das cenas foram coordenadas de forma similar às gravações do passado. Pensando em uma forma de refrescar a memória dos nossos leitores, o AdoroCinema montou uma lista comparando cenas reais com as que estão em Bohemian Rhapsody.

Live Aid

Sem dúvida, a apresentação do Queen no show beneficente Live Aid em Wembley, Londres, em 1985, foi a mais famosa da história da banda. Rami Malek, intérprete de Freddie Mercury, e os outros atores do elenco fazem uma verdadeira coreografia para interpretar os passos da apresentação original: Malek entra no palco, se senta ao piano e começa a tocar a músicatítulo do longa. Porém, diferente do que se viu nas telonas, a cena não foi gravada em um estádio, mas em um campo aberto com um pequeno grupo de fãs e uma tela verde atrás deles — que introduziu o resto do público, enlouquecido com o show.

Love Of My Life

Freddie Mercury e Mary Austin (Lucy Boynton) se conheceram em 1970. O casal namorou por seis anos e, para homenagear a amada, o cantor compôs “Love of My Life”. Lançada em 1975, ela falava da importância de Mary para Freddie. A música também é reponsável por uma das cenas mais marcantes do longa, onde o casal está sentado no sofá assistindo a apresentação da banda. A imagem que aparece na TV é do show realizado no Brasil, com o público cantando “Love of My Life”. Mesmo após a separação, os dois continuaram muito amigos, especialmente quando a saúde do vocalista do Queen já estava fragilizada. Mary estava ao lado do companheiro em novembro de 1991, quando o músico morreu, aos 45 anos, por complicações relacionadas ao vírus HIV.

I Want To Break Free

Uma das canções mais famosas — e incompreendidas — da banda, especialmente em território britânico, é “I Want to Break Free”, escrita por John Deacon (Joseph Mazzello). Lançada em 1984, a música gerou polêmica no Reino Unido e Estados Unidos, onde foi banida pela MTV. O motivo? Todos os membros estavam vestidos de mulheres, parodiando a novela Coronation Street. Apesar disso, acabou se tornando um hino em vários países oprimidos, política e socialmente. Nas telonas, Malek e os outros membros recriaram o momento da gravação do videoclipe, que ficou idêntico à versão original. Ficou com vontade de rever ou conferir pela primeira vez? Vale lembrar que Bohemian Rhapsody já está disponível no catálogo do Telecine da sua Multiplay TV. Aproveite!

Com informações do site Terra.

Matérias Relacionadas

As super-heroínas que fizeram sucesso no cinema

admin

Confira as estreias de junho

admin

The 13 Fastest Growing Franchise Opportunities From Our List

admin

Enviar comentário